SÃO PAULO - Na primeira noite após sair da prisão , o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva reencontrou o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu em Curitiba.

Lula e Dirceu se encontraram e posaram juntos em uma festa organizada para o ex-presidente, no apartamento de um amigo no bairro do Patel, na capital paranaense.

O encontro reuniu cerca de 30 pessoas, entre elas a presidente do PT, a deputada federal Gleisi Hoffmann, o ex-prefeito de São Paulo e candidato presidência ano passado, Fernando Haddad, e o ex-senador Lindbergh Farias, além de assessores e advogados.

No vídeo, o ex-ministro ainda afirmou que a bandeira não mais “Do Lula livre”: “Agora para nós voltarmos e retomarmos o governo do Brasil. E para isso nós precisamos deixar claro que nós somos petistas, de esquerda e socialistas. Nós somos tudo o contrário do que esse governo está fazendo. Uma boa noite para vocês, viu”.

O juiz Danilo Pereira Júnior, da 12ª Vara Criminal Federal de Curitiba - o mesmo que soltou o ex-presidente - concedeu alvará de soltura a Dirceu após consultar o Ministério Público Federal sobre um pedido de prisão preventiva expedido em março de 2017 que não foi rejeitado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região.

Já Lula deixou na tarde de sexta-feira a carceragem da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, depois de passar 580 dias em cela improvisada para o cumprimento da pena imposta a ele pela Justiça Federal.

Em abril de 2019, o Superior Tribunal de Justiça reduziu a pena de Lula para oito anos e dez meses.

Este artigo foi resumido em 55%

Originalmente Publicado: 9 de Novembro de 2019 às 10:30

Fonte: Globo