Pelo menos uma pessoa morreu e 100 residências foram destruídas pelos incêndios que assolam o leste da Austrália, segundo os bombeiros, que lutam com grandes dificuldades para extinguir muitos focos ao mesmo tempo.

O primeiro-ministro australiano, Scott Morrison, disse que o grande número de incêndios era “Incrivelmente preocupante” e pediu os moradores a “Permanecerem seguros” e “Ouvirem os serviços de emergência”.

No total, 100 incêndios atingem as áreas rurais dos estados de Nova Gales do Sul e Queensland.

As mudanças e os ciclos climáticos geraram uma seca excepcional, um fraco índice de umidade e ventos fortes, que contribuem para gerar incêndios na vegetação rasteira.

Em Nova Gales do Sul, as autoridades indicaram que os incêndios ultrapassaram as áreas onde foram confinados, de modo que parte da Rodovia do Pacífico que liga Sydney e Brisbane teve que ser fechada.

Os ventos fortes e as altas temperaturas que atingem a Austrália Oriental devem diminuir no próximo fim de semana, oferecendo assim alívio dos incêndios.

A seca uma das características da Austrália, mas os cientistas acreditam que o clima extremo exacerbado pelas mudanças climáticas.

Este artigo foi resumido em 67%

Originalmente Publicado: 8 de Novembro de 2019 às 22:45

Fonte: Globo