O Ministério da Economia estimou que o crescimento econômico e a inflação serão maiores em 2020.

A projeção para o PIB passou de 2,32% para 2,4%. Para o IPCA, a estimativa da equipe econômica subiu de 3,53% para 3,62%. Os dados foram divulgados hoje pelo secretário especial de Fazenda, Waldery Rodrigues, e pelo secretário de Política Econômica, Adolfo Sachsida.

O governo está mais otimista que o mercado em relação expectativa de crescimento econômico.

Os dados do Boletim Focus mostram que os analistas esperam um PIB de 2,3%. Entretanto, os economistas esperam uma inflação menor, de 3,58%. Os dados fazem parte do Boletim Macrofiscal da SPE. Segundo o documento, os indicadores de atividade econômica têm apresentado “Surpresas” nos setores de serviços, comércio e construção civil.

“Diversos resultados vieram acima da expectativa de mercado, o que explica as sucessivas revisões para cima das projeções para o crescimento econômico para 2019 e 2020”, informou o documento.

“A elevação do preço da carne brasileira se deve ao forte aumento de demanda chinesa, que busca suprir as perdas da produção interna resultantes de gripe suína”, informou o boletim.

A projeção para o PIB passou de 0,9% para 1,12%. O ministro da Econômica, Paulo Guedes, tem afirmado publicamente que o crescimento econômico de 2020 será o dobro de 2019.

Este artigo foi resumido em 8%

Originalmente Publicado: 14 de Janeiro de 2020 às 10:30

Fonte: Uol.com.br