Em geral, a ideia de que se trataria de “Um avanço em meio a um retrocesso”, como definiu o produtor de cinema Luiz Carlos Barreto.

Ao voltar atrás, o governo prova que acabar com o ministério foi um erro - diz Barreto.

E não porque Regina virou uma pessoa que apoia a extrema-direita que ela deixou de ser quem .

Lutamos contra o fascismo e isso eu não posso acreditar que Regina apoie.

O compositor Leoni considera que a ida da Cultura para o ministério do Turismo trouxe conflitos de interesses.

Talvez com um ministério haja mais autonomia para lidar com questões como direito autoral - diz o músico.

Só gostaríamos do MinC de volta se acompanhado da defesa de princípios fundamentais como educação, liberdade de expressão, liberdade religiosa e liberdade para criação artística.

Este artigo foi resumido em 63%

Originalmente Publicado: 19 de Janeiro de 2020 às 20:56

Fonte: Globo