Surgiram relatos em diversos países de pessoas que receberam até seis resultados negativos para a doença até que finalmente a análise apontou a presença de coronavírus.

Enquanto isso, autoridades no epicentro do surto, a província chinesa de Hubei, decidiram passar a registrar oficialmente como infectados aqueles que apresentam sintomas como febre, tosse e manchas no pulmão - sem depender de confirmação por exame laboratorial.

Um estudo na publicação científica Radiology mostrou que 5 de 167 pacientes apresentaram resultado negativo no exame de laboratório ainda que exames de imagem dos pulmões mostrassem que elas estavam doentes.

Jornalistas chineses têm publicado diversos outros casos de pessoas que só receberam o diagnóstico correto da doença no sétimo exame.

Uma possível explicação que os testes são acurados, e os pacientes não têm coronavírus no momento do exame.

Uma terceira possibilidade que exista um problema com a forma com que as amostras estão sendo coletadas.

Para realizar esse exame, os profissionais de saúde primeiro precisa escolher um trecho do código genético do vírus que eles achem que não vai mutar.

Este artigo foi resumido em 79%

Originalmente Publicado: 14 de Fevereiro de 2020 às 19:22

Fonte: Globo