Uma humilde foto da Terra, tirada pela sonda Voyager 1 a uma distância de 3,7 bilhões de quilômetros, foi reprocessada pela NASA para comemorar o 30º aniversário da imagem.

Para comemorar o trigésimo aniversário dessa imagem icônica, os cientistas do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA decidiram dar uma nova olhada nesta foto antiga.

Usando novas ferramentas e técnicas de processamento de imagens, e com o objetivo de “Respeitar a intenção daqueles que planejaram a imagem”, nas palavras de um comunicado de imprensa da NASA, a foto parece mais limpa, mais nítida e mais brilhante do que nunca.

A fase de exploração primária da missão Voyager 1 chegou ao fim quando esta foto da Terra foi tirada.

A Voyager 1 estava tão longe no momento em que a foto foi tirada que a luz da Terra levou 5 horas e 36 minutos para alcançá-la.

“O brilho de cada canal de cor foi equilibrado em relação aos outros, o que provavelmente o motivo pelo qual a cena parece mais brilhante, mas menos granulada que a original”, explicou a NASA em um comunicado de imprensa.

A equipe da Voyager desligou permanentemente a câmera da sonda 34 minutos depois de tirar as 60 fotos que agora compõem o mosaico do Retrato de Família para economizar energia.

Este artigo foi resumido em 72%

Originalmente Publicado: 14 de Fevereiro de 2020 às 13:40

Fonte: Uol.com.br