O Rio de Janeiro registrou a primeira morte por sarampo em 20 anos e o primeiro óbito confirmado do país em 2020.

A vítima foi um bebê de oito meses que morreu em 6 de janeiro, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, região com o maior número de casos da doença no estado.

“Iniciamos uma campanha em janeiro e, até o momento, em torno de 10% do público aguardado buscou a vacina. A previsão que o Rio ultrapasse 10 mil casos de sarampo. E esse número só pode ser evitado por meio da vacinação”, disse o secretário em entrevista coletiva nesta sexta.

A secretaria recomenda que todos que tenham entre seis meses e 59 anos de idade procurem postos de saúde o quanto antes para se imunizar, levando sua caderneta de vacinação.

SARAMPO NO BRASIL. Em 2019, foram registrados 18.203 casos da doença no país, com 15 mortes -14 delas no estado de São Paulo e uma em Pernambuco.

Segundo o Ministério da Saúde, no momento nove estados mantêm a transmissão ativa do vírus do sarampo e cinco estados já confirmaram casos da doença: São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Santa Catarina e Pernambuco.

No início desta semana, o ministério lançou a Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo, com foco em pessoas de 5 a 19 anos.

Este artigo foi resumido em 58%

Originalmente Publicado: 14 de Fevereiro de 2020 às 16:14

Fonte: Uol.com.br