O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nessa quarta-feira que não deve se precipitar para pôr fim às medidas de isolamento por conta do coronavírus no país que atingem quase a metade do país.

Ele sinalizou que o governo dos EUA deve repensar sua estratégia após o fim dos 15 dias de isolamento.

“Quero recuperar nosso país”, disse o presidente dos EUA. “Ninguém vai sair por aí nos escritórios se beijando ou abraçando, mesmo que sintam vontade.” Trump disse também que vai assinar um alívio fiscal como resposta aos efeitos econômicos da pandemia “Imediatamente” assim que chegar sua mesa e que não teria problemas em voltar a pedir mais dinheiro para o Congresso.

O valor equivale a aproximadamente R$ 10,2 trilhões, o que representa um montante maior do que o Produto Interno Bruto do Brasil em valores correntes, que em 2019 totalizou R$ 7,3 trilhões.

O governador do estado, Andrew Cuomo, disse que os controles de densidade parecem estar funcionando, já que as hospitalizações que estavam dobrando a cada dois dias no domingo, passaram a dobrar a cada 4,7 dias na última terça.

O governador ainda disse que esportes de contato próximo, como o basquete nos parques, poderão ser banidos se a população não colaborar com as medidas restritivas.

Ao menos 13 estados instauraram medidas de distanciamento social para conter o avanço do novo coronavírus, cerca de 45% da população americana já seria afetada, segundo a rede de notícias CNN. A Organização Mundial da Saúde alertou na terça para uma “Aceleração muito grande” no número de casos de coronavírus nos EUA, o que representa potencial para o país se tornar o novo epicentro da epidemia.

Este artigo foi resumido em 44%

Originalmente Publicado: 25 de Março de 2020 às 20:01

Fonte: Globo