Gennady Miakotnykh, técnico da seleção brasileira de esgrima e do Esporte Clube Pinheiros, morreu nesta quarta-feira por insuficiência pulmonar, com suspeita de Covid-19.

Gennady Miakotnykh foi um exemplo, um professor para gerações de atletas de alto rendimento da esgrima brasileira.

O presidente Jair Bolsonaro tem tratado os idosos como coisas descartáveis, como um estorvo que as famílias têm de suportar, por “Obrigação”.

Sem o isolamento social amplo, preconizado pela Organização Mundial de Saúde, o covid-19 ceifará as vidas de grandes profissionais de diversas áreas do conhecimento, como Educação, Saúde, Cultura, Esporte, Indústria, Ciência e Tecnologia, porque são idosos.

Se não tomarmos os cuidados extremos que os mais velhos necessitam para sobreviver pandemia, abriremos mão da experiência de vida e da sabedoria de quem nos antecedeu.

O Brasil abraçou há tempos uma espécie de religião que cultua a Juventude como valor maior.

Quando morre um homem como Gennady Miakotnykh, morre o único Gennady Miakotnykh.

Este artigo foi resumido em 48%

Originalmente Publicado: 25 de Março de 2020 às 23:59

Fonte: Jornalistaslivres.org