Um monsenhor italiano, funcionário da Secretaria de Estado do Vaticano, foi testado positivo para o novo coronavírus, elevando para cinco o número de casos registrados pelo menor país do mundo.

A informação foi revelada ANSA nesta quarta-feira por fontes do Vaticano, que afirmaram que o religioso foi hospitalizado.

Ele mora há algum tempo na Casa Santa Marta, residência oficial do papa Francisco.

Segundo o relato, todas as medidas preventivas previstas nos protocolos de combate ao vírus foram adotadas para o edifício e seus habitantes.

O primeiro caso da Covid-19 foi confirmado no último dia 6 de março e diz respeito a um participante de um congresso.

Desde então, outras três pessoas foram infectadas, sendo dois funcionários dos Museus Vaticanos e um colaborador do Escritório de Mercadorias.

Este artigo foi resumido em 2%

Originalmente Publicado: 25 de Março de 2020 às 19:41

Fonte: Terra.com.br