O Tribunal Regional Federal da 2ª Região suspendeu nesta terça-feira a decisão da 1ª Vara Federal de Duque de Caxias que suspendeu alguns efeitos do decreto do presidente Jair Bolsonaro.

A decisão retoma como serviço público essencial atividades religiosas e o funcionamento de casas lotéricas.

A decisão desta terça atende pedido da União, representada pela Procuradoria Regional da União da 2ª Região.

A determinação da 1ª Vara, derrubada pelo TRF2, atendia a um pedido do Ministério Público Federal para que as atividades religiosas e o funcionamento de lotéricas fossem suspensos enquanto durar o período de isolamento social para conter a disseminação do novo coronavírus.

Em seu texto, o desembargador Roy Reis Friede diz que “não se pode aproveitar o momento de pandemia mundial e calamidade pública para se permitir a perpetração de afrontas Constituição da República e ao consagrado Princípio da Separação dos Poderes”.

Este artigo foi resumido em 1%

Originalmente Publicado: 31 de Março de 2020 às 22:01

Fonte: Globo