BRASÍLIA - O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, elogiou nesta sexta-feira o colega Alexandre de Moraes, que foi criticado pelo presidente Jair Bolsonaro e aliados por ter suspendido a nomeação de Alexandre Ramagem para a Polícia Federal.

Embora não tenha comentado a decisão de Moraes, Barroso ressaltou que a preservação da neutralidade das instituições - entre elas, a PF - importante em uma democracia.

O ministro Alexandre um acadêmico de carreira sólida, um livro que para os estudantes de Direito era um clássico, o Curso de Direito Constitucional.

Sem antecipar sua posição sobre o assunto, Barroso afirmou que o mundo enfrenta um problema para a manutenção da democracia e também o excesso de judicialização.

Há riscos que envolvem o Judiciário quando ele vai além de determinado ponto da político.

Há riscos que existem para a democracia constitucional quando instancias que devem permanecer neutras e imparciais são capturadas pelo varejo da politico, Não uma ponderação banal, mas, num mundo que enfrenta o problema das democracias iliberais, e também enfrenta o problema do excesso da judicialização, essa uma discussão muito relevante - ponderou.

Na mesma entrevista, Barroso voltou a dizer que as eleições municipais de outubro não deveriam ser adiadas.

Este artigo foi resumido em 67%

Originalmente Publicado: 1 de Maio de 2020 às 19:14

Fonte: Globo