O desembargador federal em Pernambuco Vladimir Souza Carvalho determinou hoje, em decisão liminar, que a Caixa Econômica Federal organize as filas, marque horários e amplie o funcionamento para clientes nas agências no estado.

Em Pernambuco, assim como em outros estados do país, as agências da Caixa têm registrado filas gigantes de pessoas em busca de informações e serviços ligados ao auxílio emergencial pago pelo governo federal.

Uma das medidas determina que as agências abram aos sábados e domingos, caso os atendimentos no período de segunda a sexta-feira não se sejam suficientes para atender a demanda.

Ainda segundo a decisão, a Justiça Federal obriga que a Caixa cumpra o decreto estadual que determina distância mínima de 1m entre os clientes em atendimento, inclusive entre aqueles que aguardam na parte externa das agências.

Outra medida definida pelo desembargador que haja a realização de triagem para verificar, “Preliminarmente, se a demanda pode ser solucionada sem ingresso na agência” e realize “Agendamento antecipado para atendimento presencial.”

“Sabe-se que as pessoas que recorrem às agências são, em sua maioria, carentes de instrução e de acesso às tecnologias disponíveis, de modo que o auxílio de funcionários ou colaboradores propiciaria o seu retorno às respectivas residências em menor tempo e, consequentemente, com menor exposição”, alegou.

A reportagem do UOL entrou em contato com a Caixa e aguarda uma resposta, que será incluída no texto quando chegar.

Este artigo foi resumido em 23%

Originalmente Publicado: 1 de Maio de 2020 às 20:51

Fonte: Uol.com.br