A pedido do GLOBO, Fred enviou um depoimento onde conta o que esse reconhecimento significa para ele.

“Todo mundo sabe do meu amor, da minha gratidão e da identificação absurda que tenho com o Fluminense. Isso não e nunca foi segredo pra ninguém.”

O Fluminense será sempre lembrado por mim e pela minha família como o clube que me abriu as portas quando eu precisei voltar para o Brasil para dar o rumo certo minha carreira e ajeitar a minha vida.

De braços abertos, o torcedor tricolor me ensinou o que viver as três cores que traduzem tradição, e como bom me sentir parte deles.

Definitivamente, o Flu foi o clube que me acolheu no mais duro momento e que me convenceu que eu era parte de algo muito maior de novo.

Foi no Fluminense que eu quebrei recordes, atingi números históricos e alcancei a idolatria maior que todo moleque sonha quando ainda está metendo gols apenas na rua entre um par de chinelos.

“Tem muito cara gigante que representa esse nosso DNA tricolor, e eu me sinto honradíssimo em ocupar o segundo lugar dessa lista. Só posso agradecer aos que votaram em mim e jurar ser um defensor eterno da camisa mais bonita desse país!”.

Este artigo foi resumido em 50%

Originalmente Publicado: 11 de Maio de 2020 às 06:07

Fonte: Globo