O presidente Jair Bolsonaro afirmou em uma rede social nesta sexta-feira que o vídeo da reunião ministerial de 22 de abril desmonta mais uma “Farsa” e mostra que não há “Indício de interferência na Polícia Federal”.

Celso derrubou o sigilo do vídeo da reunião ministerial, que, segundo o ex-ministro da Justiça Sergio Moro, prova que Bolsonaro tentou interferir politicamente na Polícia Federal.

O trecho da reunião postado pelo presidente incluir fala na qual diz que pode interferir em ministérios e que reclama de não receber informações de inteligência da Polícia Federal.

Também nesta sexta, em entrevista rádio Jovem Pan, Bolsonaro repetiu a versão de que, na reunião, ao falar sobre interferência se referia sua segurança pessoal, que compete ao Gabinete de Segurança Institucional.

Bolsonaro indagou em qual momento da reunião ele afirmou que trocaria o diretor-geral da Polícia Federal ou o superintendente do órgão no Rio de Janeiro e disse que se trata de farsa desmontada.

Bolsonaro afirmou na entrevista que sua opinião era divulgar apenas os trechos da reunião ligados ao inquérito, o que daria poucos minutos.

“Já que resolveu divulgar a fita como um todo, logicamente que uma reunião que conheço há quase um ano e meio os ministros, e tenho a liberdade de falar com o coração o que sinto e o que estou vendo”, disse.

Este artigo foi resumido em 59%

Originalmente Publicado: 22 de Maio de 2020 às 18:34

Fonte: Globo