Ampolas de remdesivir na universidade de Hamburgo, na Alemanha, em 8 de abril de 2020 - Foto: Ulrich Perrey / Pool / AFP. Um estudo publicado nesta sexta-feira pelo ‘The New England Journal of Medicine’ afirma que o medicamento antiviral experimental Remdesivir melhora o tempo de recuperação de pacientes de Covid-19 hospitalizados e com infecção do trato respiratório inferior.

O estudo, patrocinado pelo Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas dos EUA, envolveu 1.063 pacientes em 10 países, durante um período de 58 países, que consentiram em participar dos testes recebendo o medicamento ou um placebo.

Os resultados apontam que, entre os que se recuperaram, aqueles que tomaram Remdesivir o fizeram em um prazo médio de 11 dias, comparados com os 15 dias necessários para os que receberam placebo.

Os pacientes foram acompanhados diariamente durante o tratamento, usando uma escala com oito pontos, que variava da recuperação total morte.

Houve também uma taxa de mortalidade menor entre o grupo que recebeu o Remdesivir, mas os pesquisadores afirmam que ela não estatisticamente significativa.

O estudo apoia o uso do medicamento como terapia padrão para pacientes hospitalizados com Covid-19 e que necessitam de oxigenoterapia suplementar, de acordo com os autores.

No entanto, ressalta que essa taxa de mortalidade de 7,1% em 14 dias indica uma necessidade de avaliar a associação a antivirais como outros agentes terapêuticos.

Este artigo foi resumido em 16%

Originalmente Publicado: 23 de Maio de 2020 às 05:00

Fonte: Globo