O ex-ministro da Justiça Sergio Moro se manifestou pouco tempo depois da divulgação do vídeo sobre a reunião ministerial, ocorrida no dia 22 de abril, e disse que “Verdade foi dita”.

O vídeo teve sigilo retirado hoje pelo ministro Celso de Mello, do STF, relator de inquérito que apura suposta interferência de Bolsonaro na Polícia Federal.

“A verdade foi dita, exposta em vídeo, mensagens, depoimentos e comprovada com fatos posteriores, como a demissão do Diretor Geral da PF e a troca na superintendência do RJ. Quanto a outros temas exibidos no vídeo, cada um pode fazer a sua avaliação”, escreveu ele, em seu perfil no Twitter.

Confira a íntegra da degravação da reunião ministerial de 22 de abril.

Este artigo foi resumido em 0%

Originalmente Publicado: 22 de Maio de 2020 às 20:00

Fonte: Uol.com.br