A SES parou de divulgar o número de casos suspeitos da doença que, segundo dados mais recentes, passava de 101 mil.

“Gostaria imensamente que os governantes fossem mais respeitosos com cada vida ceifada e sufocada pelo coronavírus. Sr. Ministro Mandetta se mantenha técnico e firme, não se deixe abater por ignorância. Mais amor e mais empatia”, escreveu ela.

Mais tarde, a Secretaria de Estado da Saúde divulgou outros óbitos que aconteceram antes do de Marlene Vanucci: de um paciente de 79 anos de Patos de Minas, no dia 28 de março, e de uma idosa de 79 anos de Paraisópolis, no mesmo dia.

Prefeitura de Ouro Fino confirma que homem de 72 anos morreu por Covid-19 - Foto: Reprodução EPTV. E, no dia 5 de maio, morreu uma mulher de apenas 39 anos, moradora de Teófilo Otoni, que também não tinha nenhum fator de risco.

Uma profissional de enfermagem de 53 anos que atuava no Hospital Alberto Cavalcanti, de Belo Horizonte, e também na Unidade de Pronto Atendimento Ressaca, em Contagem, na Região Metropolitana, morreu no dia 20 de abril.

O paciente mais idoso que morreu de coronavírus até o momento em Minas foi o Joaquim de Paula Reis, de 95 anos, morador de Belo Vale.

Segundo a secretária municipal de Saúde, Célia de Fátima Fialho Dias, a paciente apresentou febre e falta de ar assim que chegou de São Paulo, e recebeu o primeiro atendimento no Hospital de São João da Ponte.

Este artigo foi resumido em 95%

Originalmente Publicado: 15 de Junho de 2020 às 10:45

Fonte: Globo