SÃO PAULO - A bolsa paulista engatava uma quarta alta seguida nesta sexta-feira, embalada pela cena externa favorável a ativos de risco, em meio ao ambiente de farta liquidez global, que segue ofuscando, no caso do Brasil, quadro econômico desafiador e tensão política.

DESTAQUES. - CVC BRASIL ON subia 3,65%, entre as maiores altas, tendo de pano de fundo comentários do presidente da operadora de turismo ao jornal Valor Econômico, que se prepara para retomar 100% das suas atividades a partir de 1º de julho.

A ação está entre as que mais sofreram com a pandemia de Covid-19 e ainda acumula perda de mais de 50% em 2020.

BB SEGURIDADE ON valorizava-se 4,2%, respaldada por relatório do BTG Pactual, no qual os analistas relatam reunião com executivo da companhia em que ele afirmou que a tendência de recuperação positiva continuou nas últimas semanas e que os resultados operacionais estão muito próximos das expectativas pré-Covid, bem como que o primeiro trimestre provavelmente será o pior trimestre do ano.

Também citam que a BB Seguridade pretende divulgar uma novo guidance em paralelo ao segundo trimestre.

No setor de mineração e siderurgia, USIMINAS PNA ganhava 3,1%, ajudada por relatório do Bradesco BBI, que elevou recomendação para ‘neutra’, assim como aumentou o preço-alvo da empresa e suas pares no setor.

MARFRIG ON e MINERVA ON perdiam 1,3% cada, em meio queda do dólar ante o real, além de notícia de a autoridade aduaneira da China pediu que os exportadores de alimentos ao país assinem uma declaração de que seus produtos não estão contaminados pelo novo coronavírus, segundo três pessoas que receberam uma carta nesta sexta-feira.

Este artigo foi resumido em 47%

Originalmente Publicado: 19 de Junho de 2020 às 11:15

Fonte: Investing.com