Adidas e Ford são mais duas multinacionais que anunciaram hoje que entrarão para o boicote de publicidade em redes sociais.

A Adidas informou que deixará de anunciar no Facebook e no Instagram durante o mês de julho.

A Ford, por sua vez, afirmou que a medida válida pelos próximos 30 dias e abrange o YouTube e o Twitter, além do Facebook e do Instagram.

“Estamos pausando toda a publicidade de mídia social pelos próximos 30 dias para reavaliar nossa presença nessas plataformas. A existência de conteúdo que inclua discursos de ódio, violência e injustiça racial nas plataformas sociais precisa ser erradicada”, afirmou a montadora, em comunicado.

As duas multinacionais se juntam a uma lista enorme de companhias que já anunciaram que deixarão de promover anúncios publicitários nas redes sociais.

A Coca-Cola ainda não decidiu se a suspensão valerá apenas para o impulsionamento de posts ou se a empresa vai parar de publicar conteúdos nas redes.

“Não há lugar para o racismo no mundo e não há lugar para o racismo nas redes sociais”, disse James Quincey, diretor-executivo da Coca-Cola Company, em comunicado.

Este artigo foi resumido em 53%

Originalmente Publicado: 29 de Junho de 2020 às 17:22

Fonte: Uol.com.br