Enfermeira coleta material para teste de anticorpos para o novo coronavírus, também chamado de teste sorológico - Foto: Vitória McNamee / Getty Images / AFP. A Agência Nacional de Saúde Suplementar incluiu nesta segunda-feira o teste sorológico para o novo coronavírus na lista de coberturas obrigatórias dos planos de saúde.

A inclusão do teste sorológico no Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde atende decisão judicial dada em Ação Civil Pública movida pela Associação de Defesa dos Usuários de Seguros, Planos e Sistemas de Saúde, de Pernambuco.

Naquela ocasião, o então secretário-executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo dos Reis, disse que os planos poderiam cobrar pelo teste pois o procedimento não estava no rol de cobertura obrigatória, mas que as empresas seriam obrigadas a bancar os testes.

Desde de março, os planos de saúde eram obrigados a cobrir o exame RT-PCR, que identifica a presença do material genético do vírus, com coleta de amostras da garganta e do nariz.

Como a produção de anticorpos no organismo leva alguns dias para ser detectada pelo exame, o teste sorológico só indicado após o oitavo dia de início dos sintomas.

Segundo a ANS, o procedimento de cobertura obrigatória atinge planos da categoria ambulatorial, hospitalar e referência, contanto que o paciente tenha apresentado sintomas de quadro gripal, como febre, tosse, dor de garganta, coriza ou dificuldade respiratória, ou de Síndrome Respiratória Aguda Grave, que inclui oxigenação baixa do sangue e coloração azulada em lábios e rosto.

A agência também alerta que o “Teste sorológico de uso profissional e sua execução requer o cumprimento de protocolos e diretrizes técnicas de controle, rastreabilidade e registros das autoridades de saúde”.

Este artigo foi resumido em 41%

Originalmente Publicado: 29 de Junho de 2020 às 11:14

Fonte: Globo