O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, de 74 anos, foi internado nesta segunda-feira em um hospital particular da cidade depois ter tido resultado positivo para a Covid-19.

Em nota, a Prefeitura informou que o diagnóstico foi feito “Por meio de tomografia” e que Virgílio “Segue em isolamento na unidade com quadro estável, inclusive despachando normalmente”.

O G1 apurou que, na noite desta segunda, o prefeito deu entrada no Hospital Adventista de Manaus, onde foi inicialmente encaminhado enfermaria e depois, já na madrugada desta terça-feira, transferido para Unidade de Terapia Intensiva.

Em boletim médico, a Prefeitura de Manaus afirma que Arthur não está na UTI e tem quadro estável.

“O prefeito se encontra hemodinamicamente estável, sem necessidade de uso de drogas vasoativas, mantendo boa saturação de oxigênio em ar ambiente, realizando VNI com boa resposta. Lúcido e orientado, recebendo medicações por via oral conforme protocolo institucional”, afirma o documento.

Em cemitérios, a prefeitura de Manaus precisou abrir valas comuns para conseguir suprir a demanda de mortes diárias.

Arthur, no início de junho, apresentou ao Supremo Tribunal Federal queixa-crime contra o presidente Jair Bolsonaro após ser chamado de “Um bosta de um prefeito” durante uma reunião ministerial.

Este artigo foi resumido em 41%

Originalmente Publicado: 30 de Junho de 2020 às 12:42

Fonte: Globo