O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira em uma rede social que há “Inadequações” no currículo do ministro da Educação, Carlos Alberto Decotelli, mas que Decotelli tem “Capacidade” de ocupar o cargo.

Bolsonaro e Decotelli se reuniram mais cedo, nesta segunda, no Palácio do Planalto.

Indagado pela imprensa, então, se continua no cargo, Decotelli disse que sim.

“Desde quando anunciei o nome do Professor Decotelli para o Ministério da Educação só recebi mensagens de trabalho e honradez. Por inadequações curriculares o professor vem enfrentando todas as formas de deslegitimação para o Ministério”, publicou Bolsonaro nesta segunda.

“O Sr. Decotelli não pretende ser um problema para a sua pasta, bem como, está ciente de seu equívoco. Todos aqueles que conviveram com ele comprovam sua capacidade para construir uma Educação inclusiva e de oportunidades para todos”, acrescentou o presidente.

Segundo o ministro da Educação, Bolsonaro disse que o assunto do doutorado está “Resolvido”.

Nesse instante, o ministro foi questionado: “Não houve plágio, então, ministro?”, e Decotelli respondeu: “Não houve plágio porque o plágio considerado quando o senhor faz ‘control C, control V’. E não foi isso.”

Este artigo foi resumido em 55%

Originalmente Publicado: 29 de Junho de 2020 às 20:27

Fonte: Globo