O governador de Goiás, Ronaldo Caiado, disse nesta terça-feira que espera a adesão de todas as 246 cidades do estado ao decreto que determina o fechamento alternado de atividades não-essenciais.

“Sinceramente, diante do quadro que foi apresentado pela UFG, com base científica, espero a adesão dos 246 municípios do estado de Goiás. Todos eles estão analisando meu decreto hoje. Eu acredito que nas próximas horas vão se pronunciar”, afirmou Caiado.

Ele destacou que a implantação do novo protocolo, que prevê 14 dias com total isolamento, deve fazer que a curva de casos baixe nos próximos 30 dias.

O governador disse que não concorda com a sugestão do setor, que pretende abrir primeiro por 14 dias para depois fechar, mas destacou que a decisão cabe prefeitura.

“O decreto está bem claro, ou seja, nós iniciaremos com o fechamento por 14 dias e explico o porquê. Como que nós vamos entender que Goiânia hoje, quase que não tem mais leitos a ofertar, vai abrir uma região extremamente populosa como a 44 neste momento? Qual a explicação epidemiológica?”, questiona.

Mas dentro daquilo que está o decreto, teria que começar agora o isolamento de 14 dias.

Agora, o município vai avaliar e ver o que deseja neste momento, com a consciência de que precisa proteger leitos população”, define.

Este artigo foi resumido em 66%

Originalmente Publicado: 30 de Junho de 2020 às 13:06

Fonte: Globo