O texto, com as chamadas “Regras de ouro”, prevê escalonamento de horários para chegada ao estádio já no ingresso vendido - com proibição de acesso caso o torcedor não cumpra o determinado -, orientação de torcedores para ocupação de assentos sinalizados nas arquibancadas e máscaras obrigatórias em todos locais.

O Rio de Janeiro, hoje, o único local do país com previsão de permissão de público - no caso, 1/3 da capacidade do estádio a partir de 10 de julho.

Se o Flamengo vencer o Boavista nesta quarta e conquistar a Taça Rio no dia 8, o Carioca acabará antes da liberação de público nos estádios.

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro e a Defensoria Pública pediram explicações Prefeitura sobre o plano de retomada de diversas atividades na cidade.

Na última sexta, a Defensoria enviou ofício para a Secretaria Municipal de Saúde e para a Prefeitura com pedidos de atas de reuniões tanto do comitê científico montado quanto da secretaria da pasta.

Regras de ouro para jogos com público no Rio de Janeiro 6 - Foto: Reprodução.

Regras de ouro para jogos com público no Rio de Janeiro 7 - Foto: Reprodução.

Este artigo foi resumido em 83%

Originalmente Publicado: 30 de Junho de 2020 às 13:48

Fonte: Globo