O Facebook afirmou em nota nesta sexta-feira que irá recorrer da decisão do Supremo Tribunal Federal que bloqueou contas de bolsonaristas na rede social fora do Brasil.

Na véspera, o Twitter já havia declarado que também vai recorrer.

“Respeitamos as leis dos países em que atuamos. Estamos recorrendo ao STF contra a decisão de bloqueio global de contas, considerando que a lei brasileira reconhece limites sua jurisdição e a legitimidade de outras jurisdições”, disse o Facebook.

O Facebook, no entanto, disse que não vai comentar se realizará ou não o bloqueio das contas no exterior.

Nesta quinta, o ministro Alexandre de Moraes, do STF, ampliou o alcance da decisão que determinou a exclusão de contas de aliados e apoiadores do presidente Jair Bolsonaro, investigados por suposta disseminação de fake news nas redes sociais.

A exclusão das contas faz parte do inquérito das fake news, que apura ataques a ministros da Corte e disseminação de informações falsas e tem Moraes como relator.

Quando as contas foram retiradas do ar pela primeira vez, todos os responsáveis pelos perfis negaram irregularidades e criticaram a decisão do STF. A medida de bloquear as contas internacionalmente foi tomada porque alguns dos investigados tentaram driblar a ordem do STF e mudaram as configurações de localização das contas para outros países para continuar a publicar mensagens.

Este artigo foi resumido em 36%

Originalmente Publicado: 31 de Julho de 2020 às 12:14

Fonte: Globo