Um tribunal de apelações dos EUA revogou, nesta sexta-feira a pena de morte de Dzokhar Tsarnaev, um dos autores da explosão que matou 3 pessoas e feriu outras 260 na Maratona de Boston em 2013.

Leia também: Como a rotina na prisão mais segura dos EUA, lar de terroristas e espiões.

Segundo os juízes que tomaram a decisão, o magistrado que conduziu o julgamento de Tsarnaev, em 2015, não selecionou adequadamente o corpo de jurados que definiram a sentença.

“Mas não se enganem, Dzokhar vai passar o restante de seus dias trancado na prisão, a única questão a ser decidida se ele será executado”, escreveram os juízes em um comunicado.

No início do julgamento, os advogados de Dzhokar Tsarnaev reconheceram que ele e o irmão mais velho, Tamerlan, detonaram as duas bombas na linha de chegada da Maratona de Boston em 15 de abril de 2013.

Entretanto, eles argumentaram que Tamerlan, que morreu em uma troca de tiros com a polícia dias depois do atentado, teria sido o verdadeiro autor intelectual de toda a sequência de crimes.

Dzokhar Tsarnaev aguarda o resultado de sua sentença na penitenciária federal Florence Supermax, no Colorado, onde estão terroristas como Zacarias Moussaoui, um dos autores dos atentados de 11 de setembro de 2001 e megatraficantes como o mexicano Joaquín “El Chapo” Guzmán.

Este artigo foi resumido em 22%

Originalmente Publicado: 31 de Julho de 2020 às 19:10

Fonte: R7.com