A Câmara dos Deputados aprovou no dia 30 de julho a medida provisória que liberou o saque emergencial do FGTS de até R$1.045.

O texto aprovado conta com uma mudança que vai permitir que os trabalhadores que tiveram salário reduzido ou suspensão de contrato por causa da pandemia, façam um saque adicional para complementar a renda, recompondo assim, o seu salário.

O texto estabelece que o trabalhador poderá sacar mensalmente o valor correspondente ao necessário para recompor seu último salário antes da redução ou da suspensão do contrato.

Todos podem sacar até R$ 1.045 do fundo, de acordo com um calendário que segue a data de nascimento do trabalhador.

s. A nova proposta do deputado prevê que o trabalhador possa escolher em qual conta bancária deseja receber os R$ 1.045.Mudanças para o saque aniversário.

Ainda, a proposta autoriza que a pessoa que escolheu o saque-aniversário do FGTS receba todo o valor do fundo se for demitido sem justa causa.

Tem a possibilidade de sacar todo o valor do fundo em caso de demissão sem justa causa, mas continua podendo sacar a multa de 40%. Veja também: FGTS: BB lança linha de crédito que antecipa saque-aniversário.

Este artigo foi resumido em 46%

Originalmente Publicado: 1 de Agosto de 2020 às 09:24

Fonte: Noticiasconcursos.com.br