23 de julho - Vista aérea mostra funeral no Cemitério Olifantsvlei, em Soweto, África do Sul - Foto: Michele Spatari/AFP. A África do Sul, o país africano mais afetado pela pandemia do novo coronavírus, detectou mais de 500.000 casos do novo coronavírus, anunciou neste sábado o ministro da Saúde, Zweli Mkhize.

“Hoje a África do Sul superou a barreira de meio milhão de pessoas contagiadas, com um total de 503.290 casos confirmados de Covid-19”, afirmou o ministro da Saúde em seu comunicado diário sobre a situação da crise sanitária no país.

Mais de um terço dos casos foram registrados na província de Gauteng, onde estão Johannesburgo e Pretória, respectivamente as capitais econômica e administrativa do país.

“Embora a África do Sul seja o quinto país em número de casos, estamos apenas na 36ª posição em número de mortos em relação população”, afirmou.

A África do Sul o quinto país do mundo mais castigado pela pandemia em número de casos confirmados e o primeiro da África.

O número oficial de mortes superou os 8.150, mas está em grande parte subestimado, advertem os especialistas, que argumentam que o total de mortos na África do Sul aumentou 60% nas últimas semanas.

A pandemia de Covid-19, que em um primeiro momento avançou mais lentamente na África do que em outras regiões do mundo, está se acelerando no continente, onde os sistemas de saúde pública são muito deficientes, o que preocupa a Organização Mundial de Saúde.

Este artigo foi resumido em 28%

Originalmente Publicado: 1 de Agosto de 2020 às 23:00

Fonte: Globo