Nesta segunda-feira o que deveria ter sido a reabertura das agências do INSS depois de meses, foi um pesadelo para milhares de brasileiros em todo o país.

E de nada valeu marcar hora para os brasileiros que apareceram para a perícia médica.

A Associação Nacional dos Peritos Médicos Federais afirmou que as condições de segurança sanitária ainda não estavam adequadas para os profissionais e também para os segurados.

“Passando mal, pegando metrô, pegando trem, nem podendo andar. Era para estar em casa me recuperando, tomando meus medicamentos. E eles fizeram isso comigo”, afirma Félix Cabral de Sousa, montador de bicicleta.

“Vou remarcar e de novo, de novo. Quando vai voltar isso? Uma explicação para o brasileiro, para o cidadão”, diz um homem.

Sem conseguir o atendimento, ela resolveu ligar da fila para o 135 do INSS. “Que tenho que ligar em outro momento para reagendar perícia de hoje, só que a culpa não foi minha, não fui eu que perdi um dia da perícia, são eles que se recusaram a me atender. Quem que vai me sustentar e quem que vai dar um pão pro meu filho?”, conta a atendente de supermercado.

“Insegurança, falta de respeito, a gente está aqui e não brincando, não porque a gente quer. Eu sou gestante, estou bem, mas me encaminharam por causa do grupo de risco e agora eu venho aqui e vou receber quando?”, disse.

Este artigo foi resumido em 58%

Originalmente Publicado: 14 de Setembro de 2020 às 21:04

Fonte: Globo