Nos próximos dias entrará em cartaz um novo espetáculo do circuito da moda prêt-à-porter: o Senado Fashion Week.

A crise moral de Chico Rodrigues está prestes a se transformar num processo de desmoralização do Senado.

No seu drama ético, o senador do DEM de Roraima foi apanhado pela Polícia Federal com R$ 33 mil na cueca e a biografia enganchada num caso de malversação de fundos da Saúde.

Na nova semana de moda, o Senado atravessará a passarela vestindo a cueca malcheirosa.

Mas o Senado cogita aperfeiçoar o esprit de corps inventado pelos franceses, criando o esprit de porc -versão brasileira do instinto corporativo de autoproteção.

A menos que ocorra uma vigorosa reação da opinião pública, o Senado empurrará a cueca com a barriga.

Quando Davi Alcolumbre, presidente do Senado, reage decomposição moral com o silêncio, está vestindo no Senado o figurino de Chico Rodrigues, seu companheiro de partido.

Este artigo foi resumido em 56%

Originalmente Publicado: 17 de Outubro de 2020 às 14:26

Fonte: Uol.com.br