O técnico Cuca lamentou muito perder o atacante Soteldo, de malas prontas para o Al-Hilal, da Arábia Saudita.

Com a proposta de 7 milhões de dólares - cerca de 40 milhões de reais, pela cotação atual -, o Santos aceitou negociar o venezuelano, que também chegou a um acordo com o clube saudita.

“Ele conversou comigo ontem, que ele tinha aceitado. Fez uma proposta e pessoal da Arábia aceitou. Falou o que eu achava, eu dei meu parecer. Tinha que ligar para o treinador da Venezuela, para saber se prejudicaria a convocação. Se iria com a família… Sem família não dá para aguentar na Arábia. Falou que era uma proposta boa para ele, uma necessidade que o Santos tem também, infelizmente”, garantiu.

Com a saída de Soteldo praticamente sacramentada, o último passo a aprovação da negociação pelo conselho deliberativo do Santos.

Como o Peixe está em ano de eleição, qualquer contratação ou venda de atleta passa pelo conselho além do crivo do presidente.

Em situação financeira delicada, o Santos ficou meses sem poder registrar novos jogadores até fazer acordo com o Hamburgo, da Alemanha, pelo pagamento.

Após poucos dias da liberação, o Peixe foi novamente punido, ficando mais uma vez impossibilitado de registrar reforços.

Este artigo foi resumido em 30%

Originalmente Publicado: 17 de Outubro de 2020 às 23:38

Fonte: Esporteinterativo.com.br