O Índice de Confiança do Comércio caiu 3,8 pontos em outubro, passando de 99,6 para 95,8 pontos, interrompendo uma sequência de 5 altas consecutivas, informou nesta segunda-feira a Fundação Getulio Vargas.

O Índice de Situação Atual recuou 1,5 ponto, para 105,1 pontos.

Já o Índice de Expectativas caiu 5,8 pontos para 86,6 pontos, registrando o maior valor desde o início da pandemia.

Recuperação desigual entre os segmentos.

Apesar do resultado de outubro mostrar recuo da confiança, o Índice de Situação Atual se mantém 12,5 pontos acima do nível pré-pandemia e segue avançando em médias móveis trimestrais.

Essa percepção positiva sobre o volume de vendas no presente, porém, não tem sido disseminada em todos os setores, sendo mais positiva nos últimos meses nos segmentos de revenda de veículos e motos, material para construção e móveis e eletrodomésticos, enquanto lojas de tecidos, vestuário e calçados enfrentam maior dificuldade.

A sondagem de outubro coletou informações de 792 empresas entre os dias 1º e 23 deste mês.

Este artigo foi resumido em 47%

Originalmente Publicado: 26 de Outubro de 2020 às 08:09

Fonte: Globo