Jair Bolsonaro resolveu cancelar a nomeação de Roberto Ferreira Dias como diretor da Anvisa.

Como mostrou O Antagonista na semana passada, o nome de Dias foi levado ao presidente por Ricardo Barros e Aberlardo Lupion.

Atual diretor de Logística do Ministério da Saúde, ele foi responsável pela compra, por R$ 133 milhões, de 10 milhões de kits de testes para Covid-19.

O contrato está sob investigação.

Dias, que trabalhou no governo de Cida Borghetti, protagonizou no ano passado episódio até hoje mal explicado, ao se encontrar fora da agenda com representante da empresa coreana Green Cross, que vende imonoglobulina no Brasil com exclusividade farmacêutica nacional Blau, detentora do registro na Anvisa.

Em dezembro de 2018, o TCU mandou suspender contrato de R$ 280 milhões entre o governo e a Blau para a compra do insumo.

O tribunal, porém, reconsiderou sua posição dias depois e permitiu que a pasta recebesse o primeiro lote do produto, desde que o preço fosse reduzido.

Este artigo foi resumido em 5%

Originalmente Publicado: 27 de Outubro de 2020 às 12:00

Fonte: Oantagonista.com