A uma semana do fechamento das urnas na eleição que vai definir quem comandará os rumos dos EUA pelos próximos quatro anos, os números das pesquisas mostram estabilidade nas principais disputas estaduais, com Joe Biden frente da maioria delas.

De acordo com as projeções feitas pelo site de análises Fivethirtyeight, o ex-vice-presidente democrata tem 88% de chances de ser eleito, enquanto o atual presidente, Donald Trump, tem 12%. Ao contrário do apontado na segunda-feira, o Fivethirtyeight considera agora que as chances de um empate no Colégio Eleitoral são menores do que 1%. As pesquisas nacionais, lideradas por Biden desde sua confirmação como o candidato do Partido Democrata, servem como um termômetro do ânimo geral do eleitorado e do resultado da eleição no voto popular.

Mas a eleição de fato nos EUA indireta, no Colégio Eleitoral.

Por esse modelo, os estados enviam ao Colégio Eleitoral um determinado número de delegados, 538 ao todo, que escolherão o novo presidente.

Em 48 deles, o vencedor localmente terá o voto de todos os delegados do estado, independentemente de sua margem de vitória.

A Califórnia, estado mais populoso, envia 55 delegados ao Colégio Eleitoral, enquanto o Wyoming, o menos populoso, tem direito a três.

Saiba mais: Entenda em 8 pontos como o presidente dos EUA eleito e o que pode acontecer se o resultado for contestado.

Este artigo foi resumido em 20%

Originalmente Publicado: 27 de Outubro de 2020 às 18:00

Fonte: Globo