Funcionário inspeciona doses de vacinas contra a Covid-19 em fábrica do Instituto de Produtos Biológicos de Pequim, que desenvolve o imunizante com a Sinopharm, em foto de 25 de dezembro de 2020.

Foto: Zhang Yuwei/Xinhua via AP. O Egito aprovou a vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinopharm.

O imunizante começará a ser usado em janeiro, informou o ministro egípcio da Saúde, Hala Zayed, no sábado.

“A autoridade farmacêutica egípcia aprovou, no sábado, a vacina chinesa Sinopharm” afirmou Hala Zayed, em declarações emissora local MBC Masr.

Produzida pela Sinopharm com o Instituto de Produtos Biológicos de Pequim, a vacina tem eficácia de 79%, informou o grupo farmacêutico na última quarta-feira.

A taxa de eficácia da vacina da Sinopharm inferior das reivindicadas pelas concorrentes Pfizer/BioNTech e Moderna.

Com cerca de 100 milhões de habitantes, o Egito já tem mais de 140 mil casos de Covid-19 e 7,7 mil mortes pela doença desde o início da pandemia.

Este artigo foi resumido em 1%

Originalmente Publicado: 3 de Janeiro de 2021 às 10:51

Fonte: Globo