Paes e Castro informaram que Rio irá seguir plano nacional de vacinação, que será anunciado nesta segunda-feira, dia 4, pelo Ministério da Saúde.

O secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, adiantou que vacinação na capital começará com 2,6 milhões de cariocas, pelos grupos prioritários: trabalhadores de saúde, pessoas com 75 anos ou mais, idosos em abrigos, asilos ou casas de repousos, indígenas e quilombolas.

Reforço: Prefeitura do Rio quer contratar 150 leitos na rede privada para tratamento de Covid-19.

Das prioridades na capital, explicou o secretário, 872.571 se referem a pessoas com mais de 75 anos, trabalhadores da Saúde, idosos que moram em em abrigos e comunidades quilombolas.

Já em todo o estado do Rio de Janeiro, os grupos prioritários que serão vacinados nos 92 municípios chega a 5.454.912 pessoas.

Enfrentamento ao coronavírus: Novo secretário de Saúde autoriza abertura de processo para licitar seringas para vacina e testes de Covid-19.

Sobre plano de vacinação, informou que seguirão o plano de vacinação nacional, que deve ser anunciado pelo Ministério da Saúde, nesta segunda-feira.

Este artigo foi resumido em 67%

Originalmente Publicado: 3 de Janeiro de 2021 às 10:33

Fonte: Globo