O Irã diz que suspendeu seus compromissos nucleares em resposta às sanções restabelecidas pelos Estados Unidos - Foto: EPA/BBC. O Irã diz que retomou o enriquecimento de urânio com 20% de pureza, em sua violação mais significativa até agora do acordo nuclear feito em 2015 com outras potências mundiais.

O país disse que está retaliando as sanções econômicas impostas pelos EUA, que foram restabelecidas pelo presidente Donald Trump quando ele abandonou o acordo em 2018.

Mas o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu disse que a decisão do Irã “não pode ser explicada de nenhuma forma, exceto pelo contínuo progresso de sua intenção de desenvolver um programa nuclear militar”.

Rabiei disse agência de notícias Irna na segunda-feira que o processo de enriquecimento de urânio 20% havia começado “Algumas horas atrás” em Fordo.

O parlamento do Irã aprovou uma lei exigindo enriquecimento de 20% após a morte de Mohsen Fakhrizadeh - Foto: Reuters/Hamed Malekpour/WANA. O presidente iraniano, Hassan Rouhani, ordenou o processo por conta de uma nova lei que exige a produção e armazenamento de até 120 kg de urânio 20% enriquecido anualmente para fins pacíficos.

O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, que assumirá o cargo em 20 de janeiro, disse que considerará voltar ao acordo nuclear, desde que o Irã volte a cumpri-lo totalmente e se comprometa com novas regras.

Especialistas da Associação de Controle de Armas disseram no mês passado que 120 kg de urânio enriquecido a 20% era cerca da metade da quantidade de urânio que, quando enriquecido até o nível de armas, seria necessário para uma bomba.

Este artigo foi resumido em 66%

Originalmente Publicado: 4 de Janeiro de 2021 às 19:35

Fonte: Globo