Bolsonaro disse que a “Verdade” está aparecendo, sem especificar a que se referia, mas repetiu que o governo comprará qualquer vacina que tenha o registro da Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

Bolsonaro retrucou que a melhor a que “Passar pela Anvisa”.

A vacina supera o índice recomendado pela Organização Mundial de Saúde, apesar de o valor ser menor do que o índice 78% de eficácia anunciado inicialmente em relação a casos moderados.

No dia seguinte, no entanto, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que a “Vacina chinesa de João Doria” não seria comprada pelo governo.

O secretário-executivo da pasta, Elcio Franco, disse que se tratava de “Uma interpretação equivocada” e que não havia “Intenção de compra”.

A justificativa original de Bolsonaro era a de que o governo não poderia comprar uma vacina antes do registro na Anvisa.

Entretanto, ele chegou a falar depois que a CoronaVac não seria comprada mesmo se obtivesse aprovação da agência.

Este artigo foi resumido em 72%

Originalmente Publicado: 13 de Janeiro de 2021 às 11:11

Fonte: Globo