Após uma reunião com representantes de setores econômicos do Rio, o prefeito Eduardo Paes disse nesta quarta-feira que estuda uma “Fiscalização por amostragem” contra Covid-19 em bares e casas noturnas.

“Vamos alertar, orientar e eventualmente até fechar se não tiverem respeitando as regras. Vamos identificar os locais que você estiver tendo desrespeito e buscar orientar. Se estiver desrespeitando completamente, vamos mandar fechar. Por que digo que por amostragem? Porque impossível fiscalizar todos os bares da cidade. impossível ter um fiscal, uma babá, para cada cidadão para cada pessoa. Então a gente precisa da consciência das pessoas, mas vamos ter fiscalização nas ruas pra quem descumprir as regras”, acrescentou.

Ele disse que, na gestão de Crivella, houve um “Libera geral” depois da queda de casos e mortes por Covid-19 em setembro.

Questionado sobre a possibilidade de um carnaval fora de época em julho, aventada por pelo próprio prefeito, Paes disse que vai depender da vacinação.

Mas em uma rede social o próprio Paes voltou atrás e anunciou que vai revogar a medida.

O prefeito afirmou que as decisões são tomadas com cientistas e técnicos, mas a responsabilidade pela publicação e revogação dos decretos dele.

Evitar ao máximo o convívio com pessoas estranhas ao ambiente doméstico e a proximidade com pessoas do convívio cotidiano que circulam por ambientes externos;.

Este artigo foi resumido em 79%

Originalmente Publicado: 13 de Janeiro de 2021 às 16:35

Fonte: Globo