A Justiça Federal do Amazonas suspendeu a realização da prova do Exame Nacional do Ensino Médio 2020, marcada para este domingo.

Na decisão, o magistrado considera o surto de casos da Covid-19 que acomete o Amazonas.

De acordo com a decisão, caso uma cidade tenha elevado risco de contágio que justifique medidas severas de restrição de circulação, caberá às autoridades locais impedirem a realização da prova.

O balanço com número de cidades que terão Enem só será divulgado após a aplicação, segundo o Inep.

Márcio Sommer Bittencourt, da Clínica Epidemiológica do Hospital Universitário da USP, diz que, “De forma bem subjetiva”, o risco com “Pessoas em silêncio, usando máscara, com distanciamento e janelas abertas poderia ser considerado moderado” nas condições anunciadas pelo Inep.

Em sua avaliação, a decisão de manter ou adiar o Enem “Muito complicada, mas acho que estamos fazendo o exame no pior momento da pandemia no Brasil. Está pior do que na data em que foi adiado”.

Suleiman ressalta que “Atenção especial deve ser dada aos momentos de entrada e saída da prova para que não ocorra aglomeração”.

Este artigo foi resumido em 60%

Originalmente Publicado: 14 de Janeiro de 2021 às 00:22

Fonte: Globo