Após milhares de usuários migrarem do WhatsApp para o Signal e Telegram, devido decisões do mensageiro de compartilhar os dados sensíveis dos utilizadores com o Facebook - algo que acabou sendo adiado para maio - o app parece ter ficado preocupado com toda a repercussão negativa.

Isso porque ele decidiu enviar uma série de status para tentar acalmar aqueles que estão pensando em “Pular fora do barco”.

Como podemos ver nas imagens acima e abaixo, temos frases como “Estamos comprometidos com a sua privacidade”, “o WhatsApp não pode ler o escutar suas conversas pois elas são criptografadas de ponta-a-ponta”, “o WhatsApp não pode ver sua localização compartilhada” e “o WhatsApp não pode compartilhar seus contatos com o Facebook”.

Vale lembrar que a mudança nos termos do WhatsApp gerou desconfiança em muitas pessoas pois, gerou-se a suspeita de que o Facebook e empresas parcerias poderiam utilizar dados pessoais disponíveis para o aplicativo de forma invasiva, algo que acabou até mesmo chamando a atenção do Procon-SP, que acionou o WhatsApp para pedir mais explicações.

A preocupação do Procon se a nova política de privacidade não entra em conflito com a Lei Geral de Proteção de Dados que está em vigor desde agosto de 2020, que estabelece regras para tratamento de dados pessoais por aplicativos e sites.

O Procon também quer avaliar se essas mudanças também não infringem o CDC, que protege usuários de práticas abusivas, desleais, métodos de venda coercitiva ou que sejam desleais para aqueles que estiverem utilizando o aplicativo.

Este artigo foi resumido em 8%

Originalmente Publicado: 17 de Janeiro de 2021 às 07:42

Fonte: Tudocelular.com