Governador de São Paulo, João Doria, durante coletiva no Palácio dos Bandeirantes - Foto: MISTER SHADOW/ASI/ESTADÃO CONTEÚDO. O governador de São Paulo, João Doria, foi internado nesta quinta-feira no hospital Albert Einstein, na Zona Sul de São Paulo, para passar por uma cirurgia de hérnia inguinal nesta sexta-feira.

Em coletiva do dia 11 de julho, o governador disse que sentia dores na coluna, mas que aguentaria até a data da cirurgia anunciada, inicialmente, para o dia 6 de agosto.

Mas a cirurgia foi adiada porque o governador foi diagnosticado, pela segunda vez, com Covid-19, no dia 15 de julho.

“Com toda transparência, eu de fato terei que me submeter a uma cirurgia, tive que programar para o dia 6 de agosto, embora a recomendação médica foi para que a cirurgia fosse feita de imediato. Mas eu ponderei aos médicos, a cirurgia de hérnia, os que já tiveram essa intervenção sabem como a dor incomoda, e me incomoda principalmente, como esta incomodando agora, quando fico de pé e um longo período de pé”, disse Doria.

O governador informou ainda que tomava analgésicos para aguentar a dor.

“Eu estou acostumado com a dor, vou aguentar a dor, você disciplina a mente e o corpo para a dor e aprendi com meu pai, não tem problema”, disse.

“O governador João Doria foi internado nesta noite, no Hospital Israelita Albert Einstein, para procedimentos preparatórios para cirurgia de correção de hérnia inguinal. A internação ocorreu após o governador cumprir agenda no interior de São Paulo, audiências no Palácio dos Bandeirantes e participar da reunião semanal do PEI. A intervenção já estava programada e será realizada na manhã desta sexta-feira, 3, pelo cirurgião do aparelho digestivo, Dr. Sidney Klajner e sua equipe”, diz a nota do governo.

Este artigo foi resumido em 9%

Originalmente Publicado: 2 de Setembro de 2021 às 19:41

Fonte: Globo