Com estreia marcada para esta sexta-feira na Netflix, a quinta temporada de La Casa de Papel deve ser a mais brutal da série.

Pelo menos o que promete Alex Pina, criador da atração espanhola que escapou do cancelamento para se tornar um dos maiores fenômenos da história do serviço de streaming.

Em entrevista ao site da revista norte-americana Esquire para falar dos novos episódios, Pina explicou que a quinta temporada terá fortes emoções por conta dos inúmeros meios que os roteiristas encontraram para dificultar a vida do Professor.

“Eu acredito que a quinta temporada mais brutal do que tudo o que já fizemos. Por muitas razões, mas principalmente pelos níveis que encontramos para atrapalhar a vida do Professor e sua equipe. Ultrapassamos nossos limites”, pontuou.

Ao relembrar a jornada da série, Pina confessou que faria algumas coisas diferentes se soubesse que La Casa de Papel teria vida além das duas temporadas planejadas inicialmente.

Na opinião de Pina, o sucesso de La Casa de Papel em território brasileiro influenciou na sua repercussão em outros lugares e na decisão da Netflix em renovar a série para mais temporadas.

“Dois meses depois de entrarmos na Netflix, o que aconteceu no Brasil começou a acontecer em outros lugares. Pessoas fizeram tatuagens com o nome do Professor e o rosto de Tóquio. Começaram a usar as roupas dos personagens no Carnaval do Rio de Janeiro. De repente, a Netflix nos ligou. Nós tínhamos mais histórias para contar e acreditávamos que nossa trama conseguiria atingir um público ainda maior”, concluiu.

Este artigo foi resumido em 52%

Originalmente Publicado: 2 de Setembro de 2021 às 19:51

Fonte: Uol.com.br