Mas a realidade que Mohammed, ou “KSM” como ficou conhecido, foi o “Arquiteto principal”, de acordo com a Comissão do 11 de Setembro que investigou os ataques.

Mas ele reconhece que já em meados dos anos 90 Mohammed não era mais visto como um alvo de alta prioridade.

O atentado ao World Trade Center de 1993 matou seis e feriu mais de mil - Foto: Getty Images via BBC. Nos anos seguintes, o nome de KSM continuou aparecendo, muitas vezes em listas telefônicas de suspeitos de terrorismo presos em todo o mundo, deixando claro que ele estava bem conectado.

Foi durante esses anos que ele foi a Bin Laden com a ideia de treinar pilotos para jogar aviões contra edifícios nos EUA. E então o 11 de Setembro aconteceu.

“Eu queria que ele soubesse que estive envolvido em indiciá-lo nos anos 90”, diz ele, na esperança de abrir a conversa para extrair informações sobre o 11 de setembro.

O advogado de Mohammed acredita que as últimas audiências foram programadas apenas para mostrar imprensa que algo está acontecendo no 20º aniversário do 11 de Setembro.

Cada juiz precisa se familiarizar com cerca de 35 mil páginas de transcrições de audiências anteriores e milhares de moções no que Nevin descreve como “o maior julgamento criminal da história dos EUA”.

Este artigo foi resumido em 87%

Originalmente Publicado: 8 de Setembro de 2021 às 21:45

Fonte: Globo