Depois de aprovar, no final do mês passado, um projeto de lei que obriga Apple e Google a reduzir parte do domínio em suas respectivas lojas de aplicativos, a Coreia do Sul resolveu soltar seu cão de guarda, a Comissão de Comércio Justo para regular as big techs.

Após um embate com a Apple para reduzir as altas comissões da App Store, o órgão regulador impôs uma multa de US$ 177 milhões ao Google.

Segundo o site sul-coreano Yonhap News, a multa milionária aplicada nesta terça-feira decorre da postura do Google em usar o seu poder dominante no mercado de smartphones para impedir o desenvolvimento de versões personalizadas do seu sistema operacional Android.

De acordo com a KFTC, para operar com o Google, as fabricantes locais Samsung e LG são coagidas a assinar acordos antifragmentação com a gigante norte-americana.

Através de um comunicado Bloomberg, o Google afirmou que irá recorrer da decisão.

Para a empresa de Moutain View, as políticas adotadas com o Android, além de melhorar a experiência do usuário, contribuem para acelerar as inovações entre as fabricantes sul-coreanas.

Mas parece que as coisas não param por aí, pois a Comissão de Comércio Justo da Coreia do Sul já divulgou que as ações corretivas em andamento não irão se limitar a dispositivos móveis, atingindo também outras “áreas emergentes relacionadas a dispositivos inteligentes”, leia-se smartwatches e smart TVs. Para os sul-coreanos, a expectativa de que outras inovações ocorram no setor.

Este artigo foi resumido em 23%

Originalmente Publicado: 14 de Setembro de 2021 às 16:30

Fonte: Tecmundo.com.br