A Motorola lança nesta quinta-feira o Moto G50 5G, um dos celulares compatíveis com a quinta geração da telefonia móvel com preços mais camaradas do país - a partir de R$ 999, a depender do plano em que ele for adquirido na Claro, que o comercializa com exclusividade.

Para quem não conhece muito a linha G da Motorola, aquela que abriga celulares intermediários com alguns detalhes comuns com aparelhos top de linha.

Câmera principal: 48 MP.Lente macro: 2 MP.Sensor de profundidade: 2 MP. A câmera frontal, para selfies, de 13 MP. Segundo a Motorola, as câmeras são equipadas com tecnologia “Quad Pixel”, que combina quatro pixels em um e promete que as fotos fiquem nítidas e claras, graças sensibilidade luz quatro vezes maior.

O Moto G50 5G vem com o processador Dimensity 700, lançado pela MediaTek no ano passado, que equivale aos chips da linha Snapdragon 700, da rival mais popular Qualcomm.

Ele possui memória RAM de 4 GB e capacidade de armazenamento de 128 GB, com entrada para microSD de até 512 GB. Ainda que o 5G não seja uma realidade aqui no Brasil, muita gente precavida já tem buscado garantir um celular pronto para trabalhar com a quinta geração da rede.

Além disso, o Moto G50. 5G funciona com a 5G DSS. Essa tecnologia de transição, cuja sigla DSS significa “Compartilhamento dinâmico de espectro”, em inglês, já funciona em algumas regiões do país, pegando “Emprestado” um pedaço das faixas de frequência já usadas pelo 4G. Embora o DSS represente um avanço, ainda está abaixo da velocidade alta de navegação e da latência baixa, principais vantagens do 5G “Definitivo”.

O Moto G50 5G trabalha com uma bateria de 5.000 mAh com suporte a carregador rápido de 20W, que vem na caixa.

Este artigo foi resumido em 57%

Originalmente Publicado: 16 de Setembro de 2021 às 09:00

Fonte: Uol.com.br