A cuidadora de idosos de 43 anos que foi hostilizada pela atendente de um asilo de Sorocaba ao enviar currículo recebeu diversas ofertas de emprego após a repercussão do caso.

Cristiane Barros foi criticada por causa de erros de português nas mensagens que enviou para a instituição.

Em seguida, a funcionária sugeriu que Cristiane fizesse um curso de português e disse que era “Por isso que ela não arrumava trabalho”.

“Deus sabe de tudo. Ele maravilhoso e sabe o que faz. Sinto que fui escolhida por Ele e que Ele usou as pessoas ao meu redor para me mostrar que ainda existe bondade no mundo. Estou muito feliz e muito agradecida. Ainda estou analisando as propostas. Aceitei a ajuda de refazer o currículo”, afirma.

“Eu me senti muito mal. muito triste pensar que existem pessoas assim, principalmente trabalhando com idosos. Fiquei chateada, porque não sou uma pessoa do mal. Fiz o curso, estou procurando emprego e batalhando por isso. Eu errei, alguns deles foram o corretor e não consegui arrumar. Foi sem querer”, relata Cristiane.

A cuidadora contou que decidiu mandar o currículo quando soube, por meio de um amigo, que a clínica de Sorocaba estava em busca de novos funcionários.

O g1 entrou em contato com o asilo, que informou que não tinha conhecimento sobre o ocorrido, que “Lamenta muito este tipo de conduta” e que não compactua com o comportamento da atendente.

Este artigo foi resumido em 48%

Originalmente Publicado: 19 de Outubro de 2021 às 06:31

Fonte: Globo