Pouco menos de três meses depois das Olimpíadas de Tóquio, a campeã olímpica voltou ao Japão e deu show nas classificatórias do Mundial de ginástica artística.

Rebeca já havia anunciado que não se apresentaria no solo, assim ficando fora também do páreo do individual geral, prova em que a atual vice-campeã olímpica.

Por ser um aparelho que exige bastante dos joelhos, a ginasta optou por se preservar de olho na caminhada até os Jogos de Paris 2024.

Rebeca Andrade se equilibra nas barras assimétricas no Mundial de Ginástica 2021 - Foto: Toru Hanai/Getty Images.

BarrasO show de Rebeca Andrade continuou nas barras assimétricas, aparelho que seu xodó.

Vibrou muito e recebeu um notão: 15,100 pontos! Se no Mundial de 2018 Rebeca ficou a poucos décimos da final, em Kitakyushu ela se posicionou na liderança.

TraveNo aparelho em que tem mais dificuldade, Rebeca Andrade teve três desequilíbrios médios, mas compensou com uma saída cravada para receber mais aplausos.

Este artigo foi resumido em 71%

Originalmente Publicado: 19 de Outubro de 2021 às 00:26

Fonte: Globo