SÃO PAULO - O secretário especial do Tesouro e Orçamento, Bruno Funchal, e o secretário do Tesouro Nacional, Jeferson Bittencourt, pediram exoneração de seus cargos ao ministro da Economia, Paulo Guedes, nesta quinta-feira.

“Funchal e Bittencourt agradecem ao ministro pela oportunidade de terem contribuído para avanços institucionais importantes e para o processo de consolidação fiscal do país”, diz a nota.

“Os pedidos foram feitos de modo a permitir que haja um processo de transição e de continuidade de todos os compromissos, tanto da Seto quanto da STN”, informou o comunicado.

O Ministério da Economia esclareceu que “Os secretários vão aguardar as indicações do ministro para substituí-los e fazer uma transição adequada dos cargos. Eles continuam despachando com o ministro nesse período”.

Parabéns ao Secretário do Tesouro e ao Secretário Especial de Fazenda por não aceitarem participar da maior lambança fiscal da história das contas públicas no Brasil.

Além disso, Barros afirmou que “Guedes segue firme e forte” como ministro da Economia.

Já o ETF brasileiro EWZ caia mais de 2% no after hours na Bolsa de Nova York, logo após o anúncio da debandada de secretários do Ministério da Economia.

Este artigo foi resumido em 67%

Originalmente Publicado: 21 de Outubro de 2021 às 18:21

Fonte: InfoMoney